Projeto Caneta Vermelha

Não é a cor da tinta, é a cor do texto

Vó,

Quando eu penso na minha infância, além dos meus pais e do meu irmão, outra pessoa que estava sempre presente era você. Você estava presente cuidando de mim, evitando que … Continuar lendo

27 de fevereiro de 2014 · 1 comentário

H,

Nunca na minha vida precisei tanto de silêncio. Um barulho não cura outro, eles se somam, o que torna tudo pior. Quando eu uso o metal para abafar o seu … Continuar lendo

26 de fevereiro de 2014 · 1 comentário

Carta com amor

Quero escrever sobre amor de um jeito universal. Acho que há pessoas que conseguem colocar seus sentimentos de forma tal que todo mundo compreende. É sempre com simplicidade. Eu tento … Continuar lendo

25 de fevereiro de 2014 · Deixe um comentário

Carta de amor para a menina que eu fui um dia

Menina, Com 29 anos de atraso, esta carta é para ti. É homenagem ao teu sorriso, à tua dor, aos teus medos e fraquezas, e à tua inabalável e gigantesca … Continuar lendo

24 de fevereiro de 2014 · Deixe um comentário

Submissão de uma carta

Mãe, eu te amo. Mesmo quando dissestes que eu não sei escrever, mesmo essa sendo minha paixão. Quando rasgastes um livro na minha frente para que eu te ajudasse no … Continuar lendo

16 de agosto de 2013 · 3 Comentários

Cartas para Binah

Já te disseram o quanto são lindas as suas mãos? Dedos longos, longos… Lindos… Lembro de você chegando com pulseiras que faziam barulho, parecia uma cigana… A saia comprida, a … Continuar lendo

16 de agosto de 2013 · 1 comentário

Querida,

Eu sinto muito. Eu sinto muito pelo o que você teve que passar – sozinha. Eu sinto muito pela violência que você sofreu, tão injustamente. Sinto tanto tanto. Eu sinto … Continuar lendo

15 de agosto de 2013 · Deixe um comentário

Os dias são muito estranhos sem você, minha querida

Eu várias vezes pensei em maneiras de me reaproximar, te trazer de volta pra minha vida, alguns dias nossa historia ecoa na minha cabeça e eu penso em todos os … Continuar lendo

15 de agosto de 2013 · Deixe um comentário

À Ana Maria

Como começar uma carta? Eu nem sei o que te escreverei. Mas já tenho medo. Não faz sentido perguntar como você está. Não faz sentido eu te dar oi. Eu … Continuar lendo

14 de agosto de 2013 · 2 Comentários