Projeto Caneta Vermelha

Não é a cor da tinta, é a cor do texto

À Lorena – Flores de Abril

Sabe, enquanto eu ouvia repetidamente aquela música de Milton Nascimento que dizia: “quem sabe isso quer dizer amor”, porque foi exatamente em Abril que fiquei de esperanças e fiquei a pensar que não seria em vão todas aquelas tempestades. Enfim, eu teria você por toda vida e meu ser não apenas seria completo, mas feliz. Sim! Rompi barreiras dentro de mim, voei com tudo que eu tinha, toquei o céu. Pari você na solidão do quarto e o incrível é que não me senti sozinha. Não era egoísmo. Era amor nosso. Coisa nossa. Quando um dia você tiver maturidade, irá perceber que amor não se explica, amor não se mede. Te amo tanto que as vezes perco o controle, mas me dou conta de que o mundo não é meu, você precisará trilhar ele com as próprias pernas. É dificil aprisionar uma alma e a sua é tão linda. Perdão das vezes que te fiz chorar, mas nem tudo será só risos e é exatamente essa a melhor parte: se fazer chorar para entender que não haverá espaços para sua felicidade futura, pois ela será tanta que transbordará seu coraçãozinho. Te amo minha florzinha. Única no meu jardim. Não sei se algum dia haverá outra flor de outra cor e jeito que o seu, mas se tiver, saiba que a estrada também é colorida e isso cabe a nós duas. Temos um universo de sonhos e planos. E eu te amo além da matéria… Beijos.

Sua sempre, Mainha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 7 de março de 2014 por em Cartas para filhas e marcado , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: