Projeto Caneta Vermelha

Não é a cor da tinta, é a cor do texto

Cartas para Binah

Já te disseram o quanto são lindas as suas mãos? Dedos longos, longos… Lindos… Lembro de você chegando com pulseiras que faziam barulho, parecia uma cigana… A saia comprida, a bolsa de franjas e um olhar de quem poderia ganhar o mundo a qualquer momento. Esse seu olhar é dessas coisas nas quais eu me demoro porque gosto de me perder, suas pupilas contam revoluções que ainda estão por vir, dá pra conhecer o universo nos seus olhos. O tempo todo. Tanta poesia, você exala poesia. O jeito de andar, uma preguiça gostosa quando acarinha meus cabelos. Gosto que você goste deles. Parece que meus cachos foram feitos na medida certa para que seus dedos morem ali. Por mim, seria seu endereço fixo. E eu moraria na suas mãos. Entregue.

Coloca Caetano pra gente adormecer, meu amor. E se não for pedir muito, cante, cante, porque quando você canta eu fico em paz.

Cintia Moraes

Anúncios

Um comentário em “Cartas para Binah

  1. Silvana Moura Fagundes
    21 de agosto de 2013

    lindo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 16 de agosto de 2013 por em Cartas para amantes e marcado , , , .
%d blogueiros gostam disto: